» A Federação » CEAF-AM » Ouvidoria » Regulamento Geral de Competições » Poderes da FAF » Estatuto » Presidência » Diretoria » Conselho Fiscal
Amazonense Feminino 2017 Amazonense Série B 2017 Campeonato Amazonense Sub-16 2017 Campeonato Amazonense Sub-18 2017
» Curso de Arbitragem » Escalas de Arbitragem » Relação dos Árbitros
» Composição » Corregedoria » Editais » Portarias » Resoluções » Resultado de Julgamento » Decisões » Punições » Acordãos » Notícias » Atos da Corregedoria » Tabela de Taxas, Custos e Emolumentos » Contato
» Galerias » Vídeos
» Fale Conosco » Fale com o Presidente

CLUBES
Enviar por e-mail Compartilhar Imprimir

Operário

Nome: Operário Esporte Clube

Alcunhas: Sapão da Terra Preta, Sapão
Mascote: Sapo
Fundação: 10 de junho de 1982
Mando de Jogo: Gilbertão
Capacidade (mando): 15.000
Localização: Manacapuru - AM
Presidente:Felipe Monteiro do Santos 
Treinador: -
Títulos: Campeonato Amazonense 2ª Divisão: 2 Títulos (2010), (2014)
               Taça FAF (2010)
               Copa dos Rios (Amador): 2 Títulos (1995), (2006)
 
 
 
O Operário foi fundado em 1982 na cidade de Manacapuru com as cores Vermelho, Preto e Branco. Foi bi-campeão da Copa dos Rios, ainda como uma equipe amadora.
 
Década de 2010
 
No início da temporada, em 12 de setembro de 2010, a equipe venceu o Cliper por 3-0, no Gilbertão, e sagrou-se campeão do primeiro turno da segunda divisão do Barezão de 2010, conquistando uma vaga na primeira divisão em 2011 pela primeira vez. O Operario sagrou-se campeão da segunda divisão de 2010 ao vencer o time do Rio Negro em cobrança de penaltis por 5 x 4, em Manacapuru.
 
A estreia do clube na primeira divisão estadual deu-se em 30 de Janeiro de 2011 enfrentando o tradicional Fast Clube no Estádio do SESI em Manaus e vencendo por 2-1. O clube foi o único que terminou o primeiro turno invicto e classificando-se para as semifinais em 2° lugar, perdendo sua invencibilidade nesta pelo placar de 2-1 perante o Penarol em Manacapuru.
 
Entre 2012-2013 não disputou nenhum campeonato oficial.
 
Em 2014 voltou à disputar a segunda divisão do Amazonense, surpreendendo ao divulgar as cores azul, amarela e preta como cores oficiais, sendo a "rivalidade" com o Princesa do Solimões o motivo da troca, já que o Tubarão já tinha o vermelho e o branco como cores. Sagrou-se campeão do segundo turno após empatar em 2x2 com o CDC Nova Olinda e conquistando, pela segunda vez, uma vaga na Série A do ano seguinte.

Av. Constantino Nery, 282 - Centro.

Telefone: (92) 3232-9491

© 2015-2016. Federação Amazonense de Futebol.

Todos os direitos reservados.