» A Federação » CEAF-AM » Ouvidoria » Regulamento Geral de Competições » Poderes da FAF » Estatuto » Estádios » Presidência » Diretoria » Conselho Fiscal » Notas Oficiais
Amazonense Sub-21 2018 Amazonense Sub-17 2018 Amazonense Sub-15 2018
» Curso de Arbitragem » Escalas de Arbitragem » Relação dos Árbitros
» Composição » Corregedoria » Editais » Portarias » Resoluções » Resultado de Julgamento » Decisões » Punições » Acordãos » Notícias » Atos da Corregedoria » Tabela de Taxas, Custos e Emolumentos » Contato
» Galerias » Vídeos
» Fale Conosco » Fale com o Presidente
» Calendário 2018

NOTÍCIAS
Enviar por e-mail Compartilhar Imprimir

11.09.2018 - 21:00  |  #Feminino A-1

Rio Preto e EC Iranduba fazem primeiro jogo das quartas do Brasileiro nesta quarta (12)

Antônio Assis/FAF

O jogo acontece no interior de São Paulo e o técnico Adilson Galdino garante que "o time está preparado"

 Se a máxima do futebol diz que no mata-mata é outra história, nesta quarta-feira (12), às 14h (de Manaus), o Iranduba começa a escrever sua história  no Brasileiro Feminino contra o Rio Preto. O jogo de ida das quartas de final da competição será no estádio Anísio Haddad, em Rio Preto, interior de São Paulo.

 

Pela frente, o Iranduba terá uma equipe que foi campeã brasileira em 2015 e é atual campeã paulista, ao derrotar o Santos – campeão brasileiro – na final. O técnico Adilson Galdino sabe bem da tradição do adversário, mas promete empenho para trazer para Manaus o melhor resultado possível.

 

“Esperamos um grande jogo e nos preparamos muito para essa fase. Vamos buscar alcançar o nosso objetivo que é a classificação e jogar o jogo. Não dá para prever o que pode acontecer em uma decisão como esta diante de um time de muita tradição”, explica o técnico do Hulk.

 

A preparação do Iranduba para a partida foi de três semanas – a última partida da primeira fase aconteceu no dia 22 de agosto contra o Kindermann – e teve os portões fechados, tudo isso para o Hulk montar a sua estratégia para voltar de São Paulo com um bom resultado. “Nossa equipe tem uma postura organizada defensivamente e procura ter a posse de bola para envolver o adversário com a qualidade técnica que a nossa equipe tem. Demos continuidade na performance da equipe  e a nossa postura vai continuar com muita aplicação de todas atletas e é claro que temos que ter a consciência de saber jogar os dois jogos”, explicou .

 

 

Fonte:www.acritica.com.br

 

assessoria/FAF 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
CURTA A FAF

Av. Constantino Nery, 282 - Centro.

Telefone: (92) 3232-9491

© 2015-2018. Federação Amazonense de Futebol.

Todos os direitos reservados.